Os Brutos Também Amam

( Nasi / Kim Kehl )

 

Já provei tudo na vida
Prazer e dor
Pequei tantos pecados
Ninguém jamais perdoou

Tive tantas amantes
Mas tão pouco amor
Meus melhores amigos
Me esqueceram na pior

Fiz que nunca chorei
Escondido na solidão
E a frieza da vida
Me transformou nesse vilão

Mas de uns tempos pra cá
Algo mudou
Eu me sinto tão fraco
Nem sei mais quem sou
Me pague um trago, estou quebrado
E diga a ela, por favor
Que os brutos também amam, meu amor...